quinta-feira, 21 de abril de 2016

Seminário Juventudes: desafios e formação de lideranças.


Seminário Estadual CEBI Pernambuco: Juventudes: desafios e formação de lideranças.

download.png



Recife, 18 de abril de 2016.


Olá, amiga e amigo assessora/or



Esperamos que estejam em paz!

Aproxima-se a data do nosso primeiro Seminário Estadual do CEBI Pernambuco, marcado para os dias 14 e 15 de maio de 2016. O tema escolhido foi: “juventudes: desafios e formação de lideranças”.

O trabalho com a juventude, juntamente com os desafios socioambientais, está dentro do planejamento estratégico do CEBI Pernambuco e do CEBI Nacional, atendendo a necessidade urgente que temos de compreender as temáticas pertinentes às juventudes e apontar marcos importantes na defesa de nossas juventudes.

Você, assessora/or do CEBI, das comunidades e igrejas parceiras é alvo de nosso convite. Venha, se achegue na construção de espaços acolhedores para as juventudes.

Tema: Juventudes: desafios e formação de lideranças.
Assessor: Izaías Torquato – Igreja Anglicana e mestrando em Ciência das Religiões/UNICAP.
Local: Santuários das Comunidades, Caruaru - BR 104, km 58 - sentido norte/Toritama.
Datas: 14 e 15 de maio de 2016 (aberto para quem quiser chegar no dia 13, à noite para dormida. Seminário das 8h do sábado até às 13h do domingo).
Público alvo: assessoras/es do CEBI; pessoas jovens e adultas das igrejas e comunidades parceiras interessados no tema.

O CEBI Pernambuco contribuirá com uma diária (R$ 70,00), metade do valor das passagens que superarem R$ 100,00, e a contribuição do assessor.

Os participantes contribuirão com a diária do domingo mais suas despesas de passagens.

Obs: Trazer roupa de cama e banho, instrumentos musicais, Bíblia e muita disposição.

Um abraço e esperamos a todas/os com carinho.

_____________________________________
Coordenação Estadual do CEBI-Pernambuco.


OBS: Se for possível ligue ou envie E-mail confirmando sua presença: cebi_pe@yahoo.com.br
Contatos para maiores informações: 81 3231-6532 (sala do CEBI); 81 987016683 (Josélio - CEBI); 81 973174217 (Hermínia - Santuário das Comunidades).

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Notícias

CEBI-PE: Dai-lhes vós de comer - Assembleia Estadual 2015

Terça-feira, 12 de maio de 2015 - 17h17min

http://www.cebi.org.br/noticias.php?noticiaId=5642



Foi num contexto de quaresma que preparamos, conjuntamente, a nossa assembleia estadual.  E, na alegria da ressureição que a realizamos em Caruaru – Alto do Moura, na Sede da Associação CRER e SER, nos dias 11 e 12 de abril de 2015.

Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos? João 6:9. O povo do Agreste ofereceu os lanches, a Associação CRER e SER o espaço, as Irmãzinhas da Assunção e o povo de Caruaru acolheu para a dormida. Cada participante deu um pouco do seu e assim se fez. 

A assembleia iniciou (11/04) com um estudo dirigido por Dom Sebastião Armando Gameleira sobre metodologia e conteúdo da leitura popular da Bíblia. De fato, o nosso assessor, com rápidas pinceladas, nos motivou a buscar na atual conjuntura política, social, econômica, cultural e religiosa do Brasil e do mundo os nossos caminhos metodológicos e conteúdos programáticos. Foi como se nos dissesse que o maior desafio e motivação para ler a Bíblia deve continuar sendo a vida. E, é ela mesma, a vida, que faz as perguntas e dá as respostas.

Dando continuidade, no domingo (12/04), dia consagrado ao Deus da vida, e, portanto à convivência entre os que se amam, elegemos os/as coordenadores/as Benedito, Valquíria e Godoy (Sertão Petrolina), Davi, Ivani e Zé Cardoso (Agreste), Josélio -representante do estado junto ao Regional, Sônia, Vera e Sílvia (Litoral). 

Seguindo, incorporamos ao planejamento do estado as reflexões e sugestões que enviaremos ao CEBI Nacional, como contribuição do estado para a elaboração do Plano Trienal Nacional. Deste modo, assumimos os eixos Juventudes e Justiça Socioambiental, acrescendo, como especificidade de Pernambuco, o eixo Formação para Assessoria.

Juventudes

Problemas que destacamos: 
• Uso de drogas;
• Mídias sociais e a não educação para o uso;
• Redução da Maioridade Penal.

As mudanças que queremos:
• Processos metodológicos adequados às demandas especificas das juventudes de modo a despertar o interesse pela LPB e seus frutos;
• Jovens incluídos em todas as instâncias do CEBI;
• Jovens voltados para a vida comunitária.

As ações que planejamos:
• Construir comunidade com as pessoas jovens das nossas relações (começar em casa, no trabalho, no nosso entorno);
• Promover formação bíblica e consequentemente comunitária voltada para Jovens e Adolescentes (ex: Escola Bíblica, Círculo Bíblico).

Justiça Socioambiental

Problemas que destacamos: 
• Uso indevido da água (acesso, tratamento, utilização, esgotamento sanitário);
• Uso indiscriminado e criminoso de defensivos agrícolas;
• Desmatamento.

As mudanças que queremos:
• Pessoas e comunidades sendo conscientizadas de que a utilização dos recursos naturais e o trato com a terra é uma questão de ética e responsabilidade humana.

As ações que planejamos:
• Assumir como temas transversais e imprescindíveis em todos os eventos do estado momentos de reflexão acerca de assuntos tais como: uso ético da água, segurança alimentar, agricultura orgânica, resistência das pessoas que fazem agricultura familiar.
• Incorporar aos nossos encontros práticas responsáveis, tais como: separação do lixo, alimentação saudável, exercícios físicos, etc.

Formação para Assessoria

Problemas que destacamos: 
• Ausência de formação para pessoas oriundas de grupos de aprofundamento e já com capacidade para assessorar, porém sem oportunidade de partilha do conhecimento com assessores/as mais experientes;
• Necessidade de reciclagem de assessores/as que estão na caminhada a algum tempo, face aos desafios da atualidade.

As mudanças que queremos:
• Novos assessores em processo de formação permanente;
• Assessores experientes em processo de atualização e partilha das experiências acumuladas;
• Espaço propício para refletir sobre metodologia e conteúdo partir da realidade do estadão.
 
As ações que planejamos:
• Criação de uma Escola Bíblica Estadual de Assessores – com a assessoria de Dom Sebastião Armando Gameleira.

Depois de um almoço regado a sarapateu, carne de sol e outras iguarias da terra, no meio de uma tarde ensolarada, típica do agreste Pernambucano, embaixo de um pé de juá, inspirados/as  pelo envio relatado em Lucas 10,1-16, seguimos, aos grupos para nossas regiões, revigorados/as para continuar a missão.

Muito ainda se poderia falar sobre a assembleia, por agora, partilhamos a alegria de saber que os resultados esperados e ações planejadas, serão os frutos recolhidos nos muitos balaios tecidos pela solidariedade entre os pobres. 

Recolheram-nos, pois, e encheram doze alcofas de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobejaram aos que haviam comido. João 6:13.

Recife, abril/2015

Sílvia Souza
Nova coordenação estadualAssembleia CEBI-PE 2015

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Fórum Temático Redução da Maioridade Penal


Em 2015, diante de tantos desafios políticos, o CEBI Virtual se propõe a discutir a temática da redução da maioridade penal. No fórum, onde são bem vindas opiniões favoráveis ou contrárias à redução, o objetivo é a conscientização e  construção de uma imagem positiva da juventude, oferecendo subsídios para um melhor posicionamento na família, comunidade e relações de amizade, diante da polêmica.
Venha participar conosco!
Gostou da ideia?
Quer fazer parte dessas reflexões?
Então se achegue e seja muito bem vindo e bem vida!
Inscrições até 15 de Maio de 2015 através do link: Inscrição.
Quanto custa?
Se você puder contribuir com R$ 10,00 ou mais, dentro das suas possibilidades será muito bem vinda a sua contribuição para nos ajudar com os gastos da estrutura do CEBI Virtual.
Para fazer a contribuição faça a sua inscrição e selecione o valor a doar. Caso não tenha condições de doar, se inscreva também!
O mundo carece de bons espaços de reflexões sobre temas que são fundamentais para a construção de um outro mundo possível, queremos fazer dos espaços virtuais um lugar fértil para esse tipo de diálogo e contamos com você para essa conversa.

quarta-feira, 6 de maio de 2015

IECLB emite carta sobre a Semana de Oração pela Unidade Cristã
Estamos chegando novamente a uma Semana de Oração pela Unidade Cristã - SOUC. Como em anos anteriores, inúmeras comunidades já planejaram em suas localidades encontros e celebrações entre os dias 17 a 24 de maio de 2015.
A Semana é fruto de um longo processo de aproximação entre pessoas cristãs em todo o mundo. Pela oração, irmãos e irmãs de diversas denominações cristãs se unem, em humildade, diante de Deus. Ouvem a sua Palavra e proclamam a sua vontade para o mundo.
No Brasil, a organização, a divulgação e a promoção da Semana se dão graças ao empenho e dedicação do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs – CONIC. Os materiais de apoio para as celebrações são anunciados e divulgados previamente.
Animo a todas as comunidades, vinculadas à Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, a tomarem parte das celebrações que neste ano terão como tema “Dá-nos um pouco da tua água” – João 4.7. O tema foi inspirado pelo Evangelho de João, que fala do encontro de Jesus com a mulher samaritana, um símbolo de amor que tem o poder de diminuir as barreiras baseadas na religião, etnia ou cultura.
Convidem pessoas amigas, vizinhos, familiares de outras denominações cristãs para fazerem parte das celebrações. Aproveitem a oportunidade para dar um testemunho claro e visível de afirmação da vontade de Jesus que desejou que os seus seguidores e as suas seguidoras fossem um, assim como ele e o Pai o são (Jo 17.21).
O Portal Luteranos criou uma página especial para dar visibilidade a tudo aquilo que acontece nas comunidades por ocasião das celebrações. Vejam: IECLB e Semana de Oração pela Unidade Cristã. Escrevam sobre a sua programação local e encaminhem posteriormente notícias sobre estes momentos tão significativos para a comunhão de irmãos e irmãs de diferentes igrejas cristãs.
Desejo que o Espírito Santo de Deus ilumine a todos e todas nessa semana. Que ele desperte e fortaleça o dom da unidade dada em Cristo Jesus.
Em Cristo,
Dr. Nestor Paulo Friedrich
Pastor Presidente.
http://www.conic.org.br/…/1373-ieclb-emite-carta-sobre-a-se…

sábado, 25 de abril de 2015

http://amaivos.uol.com.br/amaivos2015/?pg=noticias&cod_canal=86&cod_noticia=30083

colunista_86.png

Viver, em Deus, como se fosse sem Deus

Publicado em 18/4/2015 por: Marcelo Barros
Em Londres, quem passa pelo pórtico da Catedral anglicana de Westminster, verá em meio às imagens de mártires do século XXI a estátua de um pastor luterano. Para celebrar o ano 2000, a Igreja Anglicana colocou nas portas da Catedral em Londres figuras de vários mártires do século XX. Ali se veem não cristãos como Gandhi e cristãos de várias Igrejas que os anglicanos reconhecem como santos. Ali estão homenageados o bispo católico Dom Oscar Romero, o pastor batista Martin-Luther King e, entre os dois, o teólogo e pastor luterano Dietrich Bonhoeffer, fuzilado em um campo de concentração nazista.
Nessa semana, no dia 09 de abril, completaram-se 70 anos do martírio do pastor Bonhoeffer. No entanto, a sua mensagem profética continua atual e provoca admiração no mundo inteiro. Pelo seu modo de viver e por seus escritos, ele ensinou uma espiritualidade que une fé e política. Para ele, a fé cristã exige inserção na realidade social, assim como Jesus entrou profundamente nos problemas da sociedade do seu tempo. Por isso, Bonhoeffer propôs que as Igrejas reagissem à injustiça. Os pastores deveriam denunciar a iniquidade do Nazismo e de todo regime político que negue a dignidade e a liberdade dos filhos e filhas de Deus.
Ele era um homem de oração cotidiana, mas, afirmava: “É um insulto a Deus cantar ofícios litúrgicos, enquanto as bombas caem sobre as cidades e muitas pessoas morrem em campos de concentração”. “Para quem é cristão, não basta evitar o mal ou dele fugir. É preciso combatê-lo”. “Nenhuma guerra é justa. Toda guerra é opressora e iníqua”. Na Alemanha, as Igrejas se dividiram. A maioria aceitou colocar ao lado do altar a bandeira com a suástica nazista. Muitas despediram pastores de sangue judeu e algumas chegaram a colaborar com o regime. Bonhoeffer liderou o grupo das Igrejas que ocultavam fugitivos e colaboravam com a resistência. Nesse contexto, o pastor Bonhoeffer decidiu participar de um complô para assassinar Hitler e assim acabar com a guerra. O plano fracassou e ele foi preso. Afirmou que fez isso não por motivações políticas, mas em nome da fé e como testemunha do Deus que Jesus anunciou nos evangelhos. Foi morto no 09 de abril de 1945.
Na América Latina, todos consideram o pastor Bonhoeffer um dos grandes pioneiros e patronos da Teologia da Libertação. Livros seus como “Ética”, “Vida Comunitária” e “Seguir Jesus” marcaram gerações. No campo de concentração, enquanto esperava a morte, escreveu suas cartas da prisão que estão reunidas no livro “Resistência e Submissão”, hoje, um clássico da literatura cristã.
Em várias cartas, Bonhoeffer coloca a seguinte pergunta: “Como falar de Deus em um mundo no qual Deus não é reconhecido? Antigamente, os cristãos tentavam converter os descrentes a aderir à fé. No mundo contemporâneo, a maioria da humanidade não sente necessidade de religião. A única forma correta de falar de Deus aos que não creem é através do testemunho pessoal, da amorosidade e do modo coerente de viver a ética e a justiça. Por isso, o pastor Bonhoeffer propõe que as pessoas que têm fé vivam profundamente a intimidade com Deus mas de forma a respeitar a sociedade que tem sua autonomia e não precisa de um Deus pai para lhe dizer como deve se conduzir. Os cristãos devem viver mergulhados em Deus, mas inseridos no mundo e como cidadãos iguais aos outros, “como se Deus não existisse”. Ele atualizou essa expressão de um jurista cristão do século XVII para fundamentar a compreensão cristã de uma sociedade laical e pluralista que não pode ceder a fundamentalismos religiosos. Nenhuma Igreja ou religião tem direito de impor a um povo ou nação suas leis próprias. Não deve fazer lobbys para que a sociedade respeite leis e princípios que, embora possam ser válidos para toda a humanidade, são baseadas em crenças de uma ou outra tradição. Tomara que, hoje, nossos congressistas pentecostais ou de qualquer outra tradição religiosa tenham o bom senso de seguir esse conselho do pastor Bonhoeffer: viver em Deus, como se fosse sem Deus.